Domingo, 26 Janeiro 2020

        

Ana tem 37 anos. Ela é funcionária pública, trabalhando no INSS. Está há 2 anos muito cansada do trabalho e da forma como tem sido tratada pelo seu chefe. Tem acreditado recentemente em todas as críticas, inclusive pessoais, que seu chefe faz. Percebeu que sua auto estima está muito baixo, perdendo a vontade de se arrumar e maquiar. Sempre foi uma mulher muito otimista, só que agora não vê mais positividade nem graça nas coisas.

A primeira dúvida que deve passar na cabeça de muitos é: Será que o que estou sentindo não passa sozinho? Ou então, “não estou louco, por que devo passar num psiquiatra?”. Quando saber se está na hora de procurar uma ajuda para mim ou para algum familiar.

João é um professor da rede pública de ensino. Ele vem se sentindo muito cansado com a forma como a educação vem sendo gerida na sua escola. Sofre pressão constante de pais e mães dos estudantes sobre o comportamento dos filhos,

Lucia tem 28 anos e trabalha em um grande banco na cidade de São José dos Campos. É bem-conceituada no seu ambiente de trabalho, com bom relacionamento com colegas e atingindo as metas da empresa. A pressão no trabalho foi crescendo com a chegada da crise financeira do nosso país e também porque seu chefe passou a cobrá-la mais justamente porque sabe do potencial que tem para cobrir metas.

Somos o maior portal de saúde mental do Brasil. O Insituto Labinas traz informações atualizadas sobre o mundo da psiquiatria, psicologia e bem-estar.

Newsletter

Quer ficar por dentro das novidades?! Tudo sobre saúde mental. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fique tranquilo. Não mandaremos spam.